Como superar a fobia de falar ao telefone?

Falar no telefone

Falar ao telefone, para a maioria das pessoas, é uma atividade normal do dia a dia. Para outras, porém, pode ser uma tarefa bem difícil — pois é vista como um desafio a ser encarado todas as vezes em que se veem diante de um celular.

Estamos falando da fobia de falar ao telefone ou, como também é conhecida, telefonofobia. Você sabia que é muito mais comum do que se imagina? Existem pessoas que têm “medo de falar ao telefone”, ou seja, passam a demonstrar reações, como náuseas, angústias, boca seca, entre outros sintomas.

Apesar de estar associada à fobia social, a telefonofobia se caracteriza, essencialmente, pela timidez e pelo receio ao falar com as pessoas por telefone — situação que pode interferir bastante nas relações pessoais e profissionais.

No entanto, existem algumas dicas para ajudar a superar essa situação. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto!

O que é telefonofobia?

Trata-se de um distúrbio que pertence ao transtorno de ansiedade e está presente em algumas pessoas. Caracteriza-se, basicamente, por uma sensação de medo e insegurança no contato telefônico. Essa condição é percebida facilmente quando a pessoa precisa atender ou realizar uma chamada — quando se vê envolvida pela timidez ou pelo pavor.

Na verdade, o problema pode causar um desconforto muito grande em ambientes de trabalho nos quais essas pessoas são obrigadas a usar o telefone para os contatos e compromissos habituais. Quem já tem consciência dessa fobia busca trabalhos e atividades em que as ligações não sejam necessárias — sendo possível a resolução de questões profissionais de outras formas.

O que pode causar fobia ao falar ao telefone?

As fobias, de uma maneira geral, têm um agente motivador — ou seja, algo que dispare um gatilho. Geralmente, algum fato marcante pode provocar o transtorno. Confira alguns deles:

  • demissão por telefone;
  • aviso de falecimento feito por uma ligação;
  • desastre de automóvel no momento de um telefonema;
  • acidente doméstico; entre outros.

Como diminuir a sensação de insegurança ao falar ao telefone?

Algumas dicas podem ajudar a contornar a situação, fazendo com que ela se torne mais branda e fácil de lidar. Veja!

Relaxe antes de uma ligação telefônica

Uma boa sugestão para relaxar nesse momento tenso é respirar fundo, vagarosamente e algumas vezes antes do atendimento. Isso contribui para tornar a conversa mais descontraída e livre de tensão.

Procure fazer ligações curtas

Ligações rápidas também podem contribuir para que, aos poucos, você se acostume com essa tarefa. Na verdade, você pode treinar começando por dois minutos, em média, e, progressivamente, aumentar esse tempo.

Ligue semanalmente para alguém com quem tenha intimidade e goste de conversar

Esse hábito pode ajudá-lo a ver as conversas por telefone como algo normal e muito agradável. Mantenha ligações curtas de, em média, 4 minutos. Mas, para isso, busque pessoas do seu círculo familiar e com as quais você se sinta à vontade.

Busque um curso de oratória

O medo de falar em público, assim como o de falar ao telefone, é uma condição que deve ser enfrentada e superada na prática. Assim sendo, buscar um local em que esses temores sejam colocados à prova e enfrentados é a melhor forma de combatê-los. O curso de oratória do Clube da Fala promove isso, além de garantir mais segurança nessas ocasiões por meio de técnicas eficazes.

Como você conferiu neste conteúdo, a fobia de falar ao telefone pode ser superada. Muitas vezes, para combater um determinado problema, temos que enfrentá-lo para, assim, superá-lo e seguir em frente. Mas vale ressaltar que a busca por um especialista se fará necessária caso o transtorno persista por muito tempo.

Gostou do post? Siga-nos, então, nas nossas redes sociais e tenha acesso a outros conteúdos interessantes como este. Estamos no Facebook, no Instagram e no YouTube!

divulgue

Comments

  1. Que tipo de especialista me ajudaria a tratar disso?

    • Olá, Ezequias! Psiquiatras e terapeutas podem te ajudar. Nós também atendemos muitos alunos com fobia social! Esperamos que você consiga superar essa fobia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *