medo de falar em público

Saiba como superar o medo de falar em público!

Saiba como superar o medo de falar em público

Atualmente, o mundo exige indivíduos cada vez mais preparados e com várias habilidades. A capacidade de se comunicar, de forma eficaz, é uma das principais características solicitadas e valorizadas. Falar bem, com segurança, elegância e naturalidade, em qualquer situação, é imprescindível.

Por meio da comunicação verbal e não verbal, mantemos um número maior de contatos diários — palestras, cursos, reuniões, recados, bate-papo, ordens, contra ordens, entrevistas etc. Várias pessoas detêm muito conhecimento, até mesmo mestrado ou doutorado. No entanto, quando necessitam expô-lo, agem com tanta timidez e insegurança que não sabem como falar em público.

Assim, o aprimoramento do processo comunicativo é recomendado a todos que se interessam pelo desenvolvimento da comunicação pessoal e profissional, do marketing pessoal e da utilização da linguagem persuasiva. Isso vai refletir em habilidades que tornarão os relacionamentos mais eficazes em todas as esferas da vida. Neste artigo, trouxemos dicas valiosas que vão ajudá-lo a se comunicar melhor.

O medo é natural

De acordo com estudos e pesquisas, falar em público é um dos maiores medos da humanidade. O medo ou a timidez estão presentes por falta de prática no uso da palavra nessas situações, por falta de autoconhecimento, por descontrole das emoções, por medo de ser julgado e avaliado ou de errar, por falta de conhecimento sobre o assunto e por ter vivido alguma experiência negativa de comunicação no passado.

A timidez é definida pela inibição de comportamento e pela ansiedade causada na presença de uma pessoa ou situação novas, principalmente em um contexto de exposição e de avaliação.

Os sintomas mais comuns são:

  • boca seca;
  • taquicardia;
  • suor e tremor;
  • mãos frias;
  • hesitações na fala;
  • desvios do olhar;
  • fala rápida demais;
  • pensamentos negativos.

Infelizmente, a formação acadêmica e profissional no Brasil não abrange o aprendizado de como falar em público. Sentir medo ou timidez não é um problema, pelo contrário, é algo comum. O que devemos fazer é aprender a lidar com isso e praticar bastante para desenvolvermos essa habilidade, pois oratória não é dom!

O Clube da Fala afirma que é possível desenvolver, aperfeiçoar e valorizar a comunicação aplicando técnicas e exercícios e fortalecendo a autoestima e a capacidade de se comunicar em público com desembaraço, eficácia e naturalidade, eliminando bloqueios e inibições.

Veja, a seguir, algumas técnicas que podem ajudá-lo a entender como falar em público.

A necessidade de conhecer o inimigo

O medo é o seu inimigo e, embora pareça, ele não surge do nada. É importante que você se dedique ao autoconhecimento para entender melhor quais são as causas e os gatilhos que esse sentimento provoca em você. Assim, você terá clareza sobre as suas maiores dificuldades, podendo trabalhá-las uma a uma para superar esse desafio.

Confira, agora, quais são as principais causas do medo de falar em público e perceba quais delas representam as suas maiores barreiras.

Fobia social

A fobia social é bastante diferente de uma simples introversão. Não se trata apenas da vergonha de se expor, mas de uma distorção sobre a percepção que uma pessoa tem das próprias experiências. Nesse caso, sua visão sobre si mesmo é muito negativa, fazendo com que o seu poder sobre os outros seja rebaixado.

Isso pode ser manifestado como uma ansiedade generalizada em relação às interações sociais ou apenas perante uma atividade específica. Logo, as pessoas que sofrem desse mal se sentem incapazes de executar a fala em público, por exemplo.

Além disso, existe o sentimento de um forte desconforto ao tentar enfrentar a situação, desencadeando sintomas mais graves, como uma crise de pânico. Para superar isso, os tratamentos são intensos e vão desde os treinamentos de habilidades até uma reestruturação cognitiva.

Crenças limitantes

As nossas crenças limitantes são criações da nossa mente que surgem a partir de algum evento traumático ou da simples transferência de pontos de vista dos nossos pais, avós e familiares, quando ainda estamos na infância. Na maioria das vezes, não conseguimos identificá-las, pois estão tão enraizadas que nós acreditamos profundamente nelas, como se fossem verdades absolutas.

Todos os ensinamentos que recebemos ao longo da vida podem se transformar em crenças limitantes ou fortalecedoras. Além disso, nossas experiências pessoais também têm um forte impacto na forma como vemos a nós mesmos.

Um exemplo muito frequente são os dizeres que ouvimos desde muito cedo, como:

  • dinheiro não traz felicidade;
  • você precisa trabalhar duro;
  • não incomode as pessoas.

Você já deve ter escutado essas frases muitas vezes. No entanto, note como elas distorcem a nossa visão da realidade. Ao ouvi-las, passamos a acreditar que:

  • quem tem dinheiro é infeliz;
  • quem usa a criatividade para tornar o trabalho fácil não é digno;
  • dar a sua opinião sincera é algo ruim.

Não é diferente com as nossas experiências. Se, algum dia, mesmo quando criança, você foi ridicularizado ou teve a sua atenção chamada na frente de várias pessoas, pode ter criado uma crença de que toda vez que tentasse fazer aquilo novamente, voltaria a sentir extrema vergonha e desconforto. Logo, as sensações daquele momento voltam à tona toda vez que você tenta ou se imagina falando em público novamente.

Acontece que, se você deixar essas crenças no domínio da sua vida, perderá diversas oportunidades. É preciso ressignificar os acontecimentos e olhar para eles com os olhos do adulto que você se tornou, não mais daquela criança.

Se você pensar bem, ninguém nunca sai de uma experiência sem aprender com ela. Logo, nenhuma apresentação em público será tão ruim quanto a sua primeira. E, se você já fez isso antes, sabe que só pode melhorar.

Opiniões dos outros

Atire a primeira pedra quem nunca julgou uma pessoa antes mesmo de ela abrir a boca para começar a falar. Quantas vezes você já se pegou subestimando alguém pela sua postura corporal, pelo seu jeito de se vestir ou por qualquer outro aspecto?

No entanto, as pessoas nos surpreendem. Quem costuma assistir a palestras e a cursos sabe que, frequentemente, nos encontramos com pessoas que julgamos não terem muita coisa para compartilhar. Então, elas começam a falar e…bum! Um novo universo se abre diante dos nossos olhos.

O medo de receber a opinião dos outros é natural, mas não deve paralisar você. As pessoas vão julgá-lo se você fizer a melhor ou a pior apresentação da sua vida, logo, você não pode deixar de tentar em função disso. Com o tempo, essas opiniões se transformarão em críticas construtivas e ajudarão você a melhorar.

Receio do erro

Quem já passou por situações embaraçosas pode nutrir um forte medo de que isso se repita, seja pelo equívoco ao utilizar algum termo, seja pelo esquecimento da fala, seja por qualquer outro fator. Nesse caso, a sensação é de que, em algum momento, você vai falhar e será exposto por isso.

Na verdade, essa é uma dificuldade bem simples de superar. Se você se sentir mais seguro, ensaie diversas vezes a sua fala, com diferentes entonações, com e sem auxílio de papel; experimente outras gesticulações; prove roupas que o deixem confortável etc. Enfim, a preparação é muito importante para que você domine sua apresentação e sinta-se mais confiante.

A avaliação das opções

Superar seus medos exigirá que você tome medidas. Por isso, elencamos algumas dicas que vão ajudá-lo a reforçar sua confiança e a encarar o momento da fala. Confira!

Treine em casa

Comece a treinar diante do espelho, falando em voz alta. Preste atenção na expressão de seu rosto, no tom de sua voz e na forma como você gesticula. A leitura em voz alta também ajuda a entender a modulação de sua voz e a praticar para uma boa dicção. Se houver alguém íntimo, peça para que seja sua plateia e tente se apresentar para ele.

Cuide da respiração

Uma respiração muito curta e ofegante demonstra insegurança. Tente respirar soltando o ar lentamente enquanto fala. Treine inspirando, segurando o ar no abdômen, e vá soltando lentamente pelo nariz. Quando estamos ansiosos, a tendência é respirar mais rápido. Preste atenção nesse ponto. Antes de iniciar uma apresentação, respire fundo por algumas vezes para ajudar a se acalmar.

Não seja monótono

Tenha em mente que a entonação do que você diz é fundamental para que seu público preste atenção na mensagem. Se você falar muito baixo e em uma mesma entonação por longos períodos, os ouvintes tendem a se dispersar.

Domine o conteúdo

Quando você vai falar sobre algo, deve ter segurança acerca do tema. Quanto mais você souber, mais seguro ficará. Um assunto que temos muito conhecimento e domínio pode ser abordado com mais tranquilidade, pois temos base para falar sobre.

Organize um roteiro

Antes de se apresentar, faça um roteiro que vai guiar aquilo que será abordado. Se preciso, anote também alguns dados estatísticos, pesquisas e estudos científicos ou alguma fala específica que seja mais literal. No entanto, o ideal não é escrever para que leia e nem decorar o que será dito.

No roteiro, crie tópicos e ressalte palavras-chave para que seja guiado dentro disso. Assim, ficará muito mais fácil retomar as ideias no caso de algum branco, e isso ainda dará segurança para entender como falar em público.

Conheça o seu público

Para quem você está falando? É fundamental ter em mente quem são as pessoas que estão ouvindo. É necessário que a plateia tenha interesse e entenda o que você está comunicando. Não adianta usar termos técnicos para uma plateia leiga no assunto. É preciso simplificar para que a mensagem seja transmitida.

Esteja atento ao seu corpo

A expressão corporal vai dizer muito além do que falam as palavras que saem de sua boca. Mantenha ombros e cabeça erguidos, sem parecer muito duro. Distribua seu olhar para a plateia, isto demonstra firmeza, confiança e consideração ao público. Mantenha uma postura alinhada e elegante, mas cuidado com o inclinar da cabeça para não parecer prepotente e superior.

Treine sua articulação (dicção)

Algumas pessoas se sentem inseguras com a forma como pronunciam determinadas palavras, e isso faz com que elas acabem tendo ainda mais medo. No entanto, existem formas de amenizar isso. Treine diversas vezes o uso desses termos e, se preferir, exercite-os com trava-línguas e utilize uma expressão firme ao falar.

Relaxe

Já falamos da postura corporal e da importância da respiração. Agora, que tal combinar essas duas técnicas para dar ao seu corpo um aspecto mais relaxado? Quanto mais tenso você se mantiver, mais difícil será atribuir naturalidade à sua fala. Portanto, faça um breve alongamento antes de iniciar, solte os ombros e relaxe a musculatura do seu rosto.

Se, mesmo assim, você se sentir travado e com medo de falar em público, procure a ajuda de um profissional. Existem diversas técnicas que podem ser trabalhadas em conjunto, com orientações específicas para o seu caso e com o acompanhamento do seu avanço.

Além disso, é interessante ter alguém que o guie, esclarecendo pontos dos quais talvez você não se dê conta sozinho, como é o caso das crenças limitantes. Muitas vezes, ter alguém o incentivando e encorajando a dar o próximo passo pode ser uma ótima forma de superar de uma vez o medo de falar em público.

Com essas dicas, você se sentirá mais seguro para se preparar e entender como falar em público. É importante que você treine e coloque em prática as técnicas que demos aqui. Acredite em seu potencial. Você é capaz de expressar suas ideias e existem técnicas que permitem falar em público.

Este post sobre como superar o medo de falar bem em público foi útil? Agora que você já entendeu como falar bem público, comece a treinar para se apresentar com segurança. Ah! E não se esqueça de compartilhar este artigo com a sua rede de contatos!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

33 Comentários

  1. Ola Tudo bem ?

    Muito bom seu conteudo parabens

    1. Obrigada Murilo!
      Teremos um post no blog toda semana, continue nos acompanhando!

  2. As dicas deste artigo são realmente valiosas! Muitas pessoas se deixam levar pelo nervosismo e esquecem de se concentrar no essencial: Passar a mensagem da melhor maneira.

    Todas as dicas presentes aqui são de muita importância! Parabéns!!

    1. Olá,

      Ficamos felizes em ajudar!
      Continue acompanhando nosso blog, vai vir muito conteúdo bom por ai!

      Acompanhe nosso facebook e instagram também!

  3. Thank you for the excellent article

    1. We hope the article has been useful.
      Thank you!

    1. Thank you!

      Keep following us.

  4. Thanks to the excellent manual

    1. Thank you!

      Keep following us.

  5. This is actually useful, thanks.

    1. Thank you!

      Keep following us.

  6. I spent a lot of time to find something similar to this

    1. Thank you!

      Keep following us.

  7. Thanks, it is very informative

    1. Thank you!

      Keep following us.

  8. Olá! estou feliz por achar seus artigos, quanta informações legais, que bom que está compartilhando, parabens.

    1. Obrigada!

      Postamos conteúdos semanalmente.
      Aproveite para nos seguir nas redes sociais também!

  9. Simply wish to say your article is as astounding. The clarity in your post
    is just excellent and i could assume you are an expert on this subject.
    Well with your permission let me to grab your feed
    to keep updated with forthcoming post. Thanks a million and please keep up the gratifying work.

  10. I really like it whenever people get together and share
    views. Great blog, keep it up!

  11. whoah this weblog is fantastic i really like reading your posts.
    Stay up the great work! You already know, lots of individuals are looking
    round for this info, you can aid them greatly.

  12. It’s genuinely very complicated in this busy life to listen news on TV,
    therefore I just use the web for that purpose, and obtain the hottest
    information.

  13. Hiya! Quick question that’s entirely off topic.
    Do you know how to make your site mobile friendly? My website looks
    weird when browsing from my iphone4. I’m trying to find a theme or plugin that might be able to resolve this issue.
    If you have any recommendations, please share. Thanks!

  14. Hi, i feel that i noticed you visited my web site thus i got here to go back the prefer?.I’m trying
    to to find things to enhance my web site!I suppose its good enough to make use of some
    of your concepts!!

  15. Hi are using WordPress for your blog platform? I’m new to the blog world but
    I’m trying to get started and set up my own. Do you require
    any coding expertise to make your own blog? Any help would be really appreciated!

  16. What’s Going down i’m new to this, I stumbled upon this I have
    discovered It absolutely useful and it has helped
    me out loads. I am hoping to contribute & aid other customers like its
    helped me. Good job.

    1. Thank you!

      Keep following us, we post to the blog every week.
      We also have many tips on our social networks, follow us there!

      Youtube: https://bit.ly/2u0Gc5p
      Facebook: https://www.facebook.com/ClubedaFala
      Instagram: https://www.instagram.com/clubedafala/

      Hugs!

    1. Thank you!

      Keep following us, we post to the blog every week.
      We also have many tips on our social networks, follow us there!

      Youtube: https://bit.ly/2u0Gc5p
      Facebook: https://www.facebook.com/ClubedaFala
      Instagram: https://www.instagram.com/clubedafala/

      Hugs!

  17. Gosto muito do artigo do seu site. Estarei acompanhando sempre.Grata!!!

  18. Sweet blog! I found it while browsing on Yahoo News. Do you have any tips on how
    to get listed in Yahoo News? I’ve been trying for a while but I never
    seem to get there! Cheers plenty of fish natalielise

    1. Thank you!

      Sorry, not.

      Keep following us, we post to the blog every week.
      We also have many tips on our social networks, follow us there!

      Youtube: https://bit.ly/2u0Gc5p
      Facebook: https://www.facebook.com/ClubedaFala
      Instagram: https://www.instagram.com/clubedafala/

      Hugs!

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.