Tenho língua presa: o que fazer?

Tenho língua presa: o que fazer?

A língua é um órgão extremamente importante para muitas funções no nosso corpo, desde a alimentação até a respiração. No entanto, algumas pessoas nascem com uma condição conhecida leigamente por “língua presa”, que dificulta, entre outros aspectos, a qualidade da fala.

Quem quer aprimorar a oratória e sofre com esse problema pode até tentar se convencer de que “várias pessoas têm língua presa, eu tenho língua presa, então, não vou solucionar isso, já que ninguém soluciona”. Mas não se precipite: há, sim, solução para o problema! Com acompanhamento adequado e treino, é mais do que possível aprimorar a fala.

Neste artigo, vamos mostrar qual é o tratamento, explicar alguns exercícios e ajudar você, que tem a língua presa, a “liberá-la” e se sentir mais seguro para falar. Continue lendo e confira!

O que é a língua presa?

A anquiloglossia, conhecida popularmente como “língua presa”, é quando aquela membrana embaixo da língua, o frênulo (ou freio), é menor do que o normal. Essa é a membrana responsável por prender a língua e ela deve iniciar na metade do chão da boca e ir até o meio da língua.

No entanto, quando ela é pequena ou grande demais, acaba influenciando a movimentação lingual, que é indispensável para pronunciar as palavras corretamente, mastigar de forma adequada, deglutir com segurança e assim sucessivamente.

Trata-se de um distúrbio articulatório que pode acabar prejudicando a movimentação do órgão e até mesmo a produção de certos fonemas. Isso pode causar muito incômodo, pois modifica a pronúncia de diversos sons.

Os fonemas /L/ e /R/ são aquelas em que, normalmente, nota-se mais a diferença na pronúncia de quem tem o problema. Quem tem língua presa pode, ainda, ter problemas para pronunciar as letras /D/, /T/, /N/ e /Z/. Porém, esses não são os únicos sintomas.

Existem diversos indícios que podem ser observados desde cedo para descobrir se uma criança tem a língua presa, por exemplo:

  • o freio não fica visível sob a língua;
  • a criança não alcança a língua nos dentes de cima;
  • há dificuldade em mover a língua para os lados;
  • é impossível colocar a língua para fora da boca;
  • a língua tem forma de coração ou nó quando é colocada para fora.

Há algumas especulações sobre o que pode causar esse tipo de anomalia, como alterações genéticas no período gestacional, por exemplo. No entanto, não existe nada comprovado, especialmente porque a anquiloglossia pode ocorrer tanto em casos hereditários quanto em crianças sem histórico na família.

Tenho língua presa — o que fazer?

A alteração no frênulo não traz dificuldades apenas na hora de falar. Como você viu, a formação menor da membrana interfere na mastigação, na ingestão de alimentos e na respiração. Além disso, por afetar a fala, isso acaba interferindo, inclusive, na personalidade e na autoestima da pessoa.

Para corrigir esse problema, existem, basicamente, duas cirurgias simples: a frenotomia e a frenectomia. A primeira diz respeito a um pequeno corte que é realizado no freio, fazendo com que ele libere a língua para que ela possa se movimentar livremente. A segunda é um procedimento para a retirada de todo o freio.

Outras técnicas menos utilizadas são:

  • frenuloplastia — reconstrução do músculo da língua, com anestesia geral, corrigindo problemas na alimentação e na fala;
  • técnica cirúrgica a laser — corte do freio lingual com o uso de um gel anestésico, em ambulatório.

Em qualquer um dos casos, é imprescindível que haja a recomendação do pediatra da criança. O procedimento pode ser realizado por odontopediatras, embora existam outros especialistas que se dediquem ao tema, como otorrinolaringologistas e cirurgiões pediátricos.

Depois de corrigir o frênulo, é indicado que o paciente faça acompanhamento fonoaudiológico para pronunciar as palavras corretamente, especialmente na fase adulta. Também será necessário estabelecer uma rotina de exercícios para recuperar o total movimento da língua e, assim, aperfeiçoar a pronúncia das palavras.

Alguns casos podem ser resolvidos sem a cirurgia e, para isso, o acompanhamento com o profissional fonoaudiólogo é fundamental. Alguns exercícios podem ser praticados em casa para ajudar. Veja alguns exemplos:

  • gire a língua em volta dos lábios, em um movimento como se estivesse limpando a boca, por cinco minutos;
  • repita várias vezes algumas expressões, como “bra-bra-bra”, “cri-cri-cri” e “tru-tru-tru”;
  • imite o som do trotar de um cavalo ao estalar a língua;
  • estique a língua o máximo que conseguir e relaxe-a por várias vezes.

Vou conseguir pronunciar as palavras corretamente?

Uma das principais dúvidas de quem tem a língua presa é: “Eu vou conseguir pronunciar as palavras corretamente?”. Pode ficar tranquilo! O tratamento para a anquiloglossia tem resultados mais rápidos quando acontece durante a infância. Quanto mais cedo, mais rápido o paciente consegue falar com normalidade. Porém, para isso, é preciso que o quadro seja diagnosticado o quanto antes.

No caso de adolescentes e adultos que sofrem com essa condição, resolver o problema pode ser ainda mais urgente. Uma das causas para isso é o abalo da autoestima e da autoconfiança, especialmente em situações que exigem falar em público ou se apresentar para outras pessoas.

A boa notícia é que o problema pode ser solucionado com medidas simples e a fala pode ser bastante aperfeiçoada, desde que haja o envolvimento do paciente. É preciso ter consciência de que atingir a pronúncia perfeita de algumas palavras exigirá treino.

De qualquer forma, considere realizar a cirurgia e começar a frequentar os treinos de fonoaudiologia o quanto antes. Muitas vezes, os pacientes que têm indicação para a cirurgia podem aproveitar outro procedimento que demande a anestesia geral para operar o freio lingual. Dessa forma, ele não precisa ser submetido a duas internações.

As cirurgias de correção não costumam apresentar complicações, exceto por uma pequena incidência de sangramento local. Em alguns casos, pode nem mesmo ser necessária a intervenção cirúrgica. No entanto, essa avaliação deve ser feita sempre por um profissional capacitado.

O importante é que a família faça o teste da linguinha no recém-nascido e evite maiores dificuldades, especialmente no desenvolvimento da fala da criança. Isso pode evitar uma série de constrangimentos, mas também outros problemas de amamentação, ingestão e até mastigação.

Depois de adulto, é completamente normal que a reversão se torne um pouco mais complicada e demorada. No entanto, quando o paciente reconhece o seu problema e decide tratá-lo, é possível começar a caminhada em direção a uma fala mais solta. O suporte do fonoaudiólogo e a dedicação individual são indispensáveis nesse processo.

O Clube da Fala possui fonoaudiólogos especializados que ajudam os alunos a reabilitarem a fala para terem uma comunicação eficaz.

Agora que você já entendeu como resolver o problema de língua presa, o que acha de continuar aprimorando as suas habilidades de comunicação? Conheça 7 técnicas para treinar para uma apresentação em público!

divulgue

Comments

  1. Woah! I’m really loving the template/theme
    of this blog. It’s simple, yet effective.
    A lot of times it’s difficult to get that “perfect balance” between superb usability and visual appearance.
    I must say you’ve done a awesome job with this.
    Additionally, the blog loads super quick for me on Internet explorer.
    Excellent Blog!

  2. You actually make it seem really easy along with your presentation however I find this
    matter to be really something that I believe I’d by no means understand.
    It sort of feels too complicated and very huge for me.

    I’m having a look ahead on your next put up, I
    will try to get the hang of it!

  3. Woah! I’m really enjoying the template/theme of this website.

    It’s simple, yet effective. A lot of times it’s very hard to get that “perfect balance” between superb usability and
    visual appearance. I must say you have done a very good job
    with this. In addition, the blog loads super quick for me on Chrome.
    Excellent Blog!

  4. Hey there! Do you know if they make any plugins to assist with SEO?
    I’m trying to get my blog to rank for some
    targeted keywords but I’m not seeing very good results.
    If you know of any please share. Thanks!

  5. Hello to all, the contents existing at this web site are actually remarkable for people knowledge,
    well, keep up the nice work fellows.

  6. Excellent way of describing, and nice article to take information on the topic of my presentation topic, which i am going to present in university.

  7. It is perfect time to make some plans for the long run and
    it is time to be happy. I’ve read this put up and if I may
    just I want to recommend you some attention-grabbing
    things or advice. Perhaps you can write subsequent articles
    regarding this article. I want to read even more issues about it!

  8. Tenho língua presa e falo muito rápido niguem entendi

    • Olá Rosinaldo, tudo bem?
      Para podermos te ajudar, precisamos primeiramente avaliar você.
      Se quiser agendar uma avaliação estamos à disposição!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *